terça-feira, 20 de outubro de 2009

Mensagem do Presidente

É sempre com grande entusiasmo que iniciamos nova época desportiva no clube. Grande expectativa, com muita vontade e sobretudo com o compromisso que a nova época seja melhor que a anterior.
Como presidente do clube, por razões especiais, tenho a certeza de que este ano vai ser efectivamente a “época” do Moita-Rugby Clube da Bairrada.
Temos ideias concretas sobre o que se pretende para o futuro do clube e, apesar de termos iniciado o trabalho de viragem já na época passada, queremos este ano concretizar vários compromissos que estabelecemos quando reassumimos funções.
Quebrar alguns paradigmas e introduzir nova mentalidade no rugby da Moita é um projecto difícil mas possível, se abraçado com empenho e com a ajuda de todos.
Em nosso entender, um passo importante e fundamental, passa por alterar radicalmente a formação técnica e pedagógica de todas as equipas em todos os escalões e ajudar as pessoas que acompanham o rugby a compreendê-lo melhor e a interiorizar o seu espírito.
Para isso o clube fez este ano uma aposta num quadro técnico renovado, com formação adequada, capaz de ajudar a concretizar este conceito. Sete treinadores, na sua esmagadora maioria com formação superior na área, é importante, fundamental e diferenciador do que se faz nos clubes que conhecemos na nossa região. Os frutos, acreditem, vamos colhê-los mais tarde.
Outro dos passos a dar é aumentar ainda mais o número dos nossos praticantes. Por isso estamos já a apostar na divulgação do rugby junto das escolas e colégios e a criar uma imagem com maior dimensão na comunidade, de forma a dar maior visibilidade ao clube e à modalidade.
O arranque está a correr conforme as nossas expectativas, de forma muito positiva e não posso deixar de realçar desta vez, a evolução interessante que a equipa de séniores tem vindo a demonstrar neste inicio de época. É este o caminho para que esse escalão consiga a tal equipa de referência, que necessáriamente terá que existir no clube. Um grupo forte, disciplinado e com responsabilidade.
Aproveito ainda para lembrar que esta época vamos comemorar os 35 anos de rugby na Moita. Feito importante pelo que pretendemos, que durante toda a época desportiva, vivamos em festa. Todas as organizações do clube, oficiais ou organizadas por nós, serão sempre comemorativas deste feito.
Temos uma série de projectos em carteira para incluir nessas comemorações que todos vós se vão apercebendo e irão mesmo ser envolvidos pontualmente.
Vamos em frente com a convicção de que, apesar de pequenos e não obstante as limitações geográficas, podemos ser grandes.
Obrigado a todos

3 comentários:

Anónimo disse...

Para que consigamos atingir os nossos objectivos temos de nos unir dentro e fora de campo, como amigos, como colegas, e mesmo como irmãos.! Força
Da minha parte darei tudo o que posso!
Grande abraço!

Diogo Pini

Rui Rodrigues disse...

Qualquer um de nós que está dentro deste clube deverá ter por missão a evolução, o crescimento e o desenvolvimento...Só assim se conseguirá um clube sólido tanto na sua organização como no seu impacto social, podendo e devendo ser uma instituição onde pais poderão confiar os seus filhos vendo no rugby o seu caracter formativo de um cidadão responsável, autónomo e sobretudo disciplinado.
Para isto todos nós temos que intervir atletas, pais, treinadores, dirigentes e adeptos. É assim que vejo o rugby tanto como atleta como treinador e espero que seja assim que todos os nossos atletas vejam a modalidade.
Um salto já foi dado depende de todos nós o resto da mudança...por mim continuarei!

Boa mensagem Zé Carlos!

João Alberty disse...

Muitos Parabéns MRC Bairrada

Amigo Zé Carlos, concordo plenamente com a tua mensagem.
Conta comigo e com o Rugby da Agrária para ajudar a crescer o Rugby da Bairrada e conjuntamente fazermos crescer a Agrária. Muitos parabéns pelo trabalho desenvolvido pela tua direcção, colaboradores, treinadores, atletas e encarregados de educação. Fico muito contente por ver a Bairrada a crescer com a certeza que terá um futuro risonho. Um abraço João Alberty